Aromaterapia

Aromaterapia e óleos essenciais

A Aromaterapia é uma técnica milenar utilizada no oriente, que utiliza o poder das plantas em forma de óleos essenciais para tratar o corpo de uma forma natural como um todo.

Nos últimos anos, essa técnica foi redescoberta e está cada vez mais presente na vida cotidiana das famílias.

Isso porque a correria do dia a dia gera estresse, ansiedade e muita agitação difíceis de controlar. E, isso fez as pessoas buscarem por soluções naturais sem contra indicações para o relaxamento.

E, a aromaterapia tem essa solução em forma de frascos de óleos essenciais que auxiliam no relaxamento e equilíbrio do corpo, da mente e da alma!

Os Óleos Essenciais

Os óleos essenciais são o resultado da extração da essência das folhas, das flores, do caule, dos talos, das hastes, das cascas e das raízes das plantas.

São substâncias complexas, voláteis e fragrância variável composta por centenas de substâncias químicas, como álcool, aldeídos, esteres, fenóis e hidrocarbonetos.

Os óleos essenciais atuam no sistema límbico do cérebro, responsável pelas emoções que resultam os sentimentos. Cada aroma dispara um gatilho diferente no sistema límbico do cérebro, que transforma a química do cérebro e do corpo, trazendo harmonia e equilíbrio para a vida.

Saiba mais sobre aromaterapia nas postagem:

Como usar os óleos essenciais:

Os óleos essenciais podem ser usados de diversas formas, tudo vai depender dos resultados que você vai querer obter e quais as suas possibilidades em cada momento.

  • Inalação: colocar 1 ou 2 gotas do óleo essencial do aroma desejado no lenço, ou na bacia com água ou no aparelho elétrico e inalar por alguns minutos;
  • Aromatizadores de ambientes: colocar de 6 a 25 gotas no aparelho ou no rechauds a vela;
  • Compressas: colocar de 5 a 10 gotas em 500ml de água e fazer a compressa com um pano no local desejado;
  • Pomadas: produzidas com óleos essenciais para uso tópico;
  • Escalda-pés ou pedilúvio: colocar 12 gotas do óleo essencial diretamente na água da bacia ou diluir em meia colher de óleo vegetal (carreador) e acrescentar na água da bacia;
  • Banhos terapêuticos: colocar 25 gotas do óleo essencial diretamente na água da banheira ou diluir em uma colher de sopa de óleo vegetal (carreador) e acrescentar na água da banheira ou ófuro;
  • Massagem terapêutica: escolher a sinergia desejada e diluir em 2 colheres de sopa e massagear o corpo todo;
  • Banho de mãos ou manilúvio: colocar 9 gotas de óleo essencial diretamente na água da bacia para as mãos ou diluir em óleo vegetal e adicionar na bacia.
  • Sauna: colocar 30 gotas do óleo essencial em um recipiente com água e deixar dentro da sauna, tanto seca como úmida;
  • Gargarejo: colocar 2 gotas em um copo com água morna e fazer o gargarejo. Não ingerir.
  • Emanação via travesseiro: colocar 1 gota do óleo essencial no travesseiro, o mais usado para isso é o óleo essencial de lavanda, para acalmar e ter uma noite de sono tranquila;
  • Sachês ou Pot-pourris: fazer saches e pot-pourris com folhas e flores secas ou sagu e acrescentar 3 gotas de óleo essencial desejado;
  • Lareira: pingar 5 gotas do óleo essencial na lenha e colocar no fogo;
  • No banho: pingar 5 gotas dentro do box e tomar um banho morno ou quente;
  • Aplicação direta ou tópica: somente os óleos essenciais de Lavanda e Tea Tree podem ser aplicados diretamente na pele, os demais óleos essencias devem ser diluídos em óleo vegetal para aplicação.

Como podemos perceber, os óleos essenciais podem ser usados de muitas maneiras, basta escolher a melhor forma para cada momento.

No entanto, a utilização correta dos óleos essenciais é uma das coisas mais importantes para obter os plenos benefícios de suas propriedades.

Como ter sucesso no seu tratamento com óleo essencial:

  • escolher o óleo essencial correto para sua necessidade;
  • diluir de forma correta como indicado, sem exagerar;
  • escolher o método de tratamento adequado;
  • estar ciente das precauções e contra-indicações de cada óleo essencial.

Precauções para o uso dos óleos essenciais:

  • Nunca utilizar diretamente na pele, somente o óleo essencial de Lavanda e de Tea Tree podem ser aplicados na pele sem diluição;
  • Na gravidez somente os óleos essenciais de Camomila Romana e Lavanda podem ser utilizados em 1/4 da dosagem mínima e sempre com o acompanhamento do médico responsável, nunca usar os óleos de Gerânio, Sálvia Esclaréia e Erva Doce durante a gravidez pois atuam no fitormônios que causam efeitos no ciclo menstrual;
  • Em crianças, somente o óleo essencial de Lavanda pode ser usado e em 1/4 da dosagem mínima;
  • Não aplicar nos olhos;
  • Não ingerir;
  • Antes de usar faça um teste de aplicação na pele para saber e tem alergia;
  • Não utilizar os óleos essenciais de Alecrim, Tomilho, Hortelã-pimenta e Hortelã do Brasil quando estiver fazendo tratamento homeopático, pois podem cortar o efeito do tratamento;
  • No caso de hipertensão evitar os óleos essenciais de Alecrim, Sálvia Officinalis e Tomilho;
  • No caso de hipotensão evite os óleos de Manjerona e Ylang Ylang;
  • No caso de epilepsia evite os óleos essenciais de Erva-Doce, Alecrim e Sálvia officinalis;
  • Nunca se expor ao sol depois de aplicar na pele os óleos essenciais cítricos como: Bergamota, Limão, Laranja, Tangerina… pois são fotosensibilizantes e queimam a pele;
  • Não usar um óleo essencial por mais de 3 semanas, descanse 1 semana e retome o uso caso necessário;
  • Nunca substituir a medicação de um tratamento por óleos essenciais;
  • Não usar o óleo essencial de Erva Doce em sinergias para pessoas com doenças no fígado;
  • Procure sempre um profissional qualificado da área para uma indicação de tratamento.

As antigas culturas consideravam os tratamentos terapêuticos como a aromaterapia e as massagens com óleos essenciais, propostas sagradas, onde o objetivo era o de harmonizar e equilibrar o corpo, a mente e o universo da pessoa atendida e reconecta-la com seu próprio ser.

Dica de uso do óleo essencial para o dia a dia por Patricia Chiacchio:

Manhã: 1 gota de óleo essencial de laranja para inalar no lenço para despertar, estimular e alegrar.

Tarde: 2 gotas de óleo essencial de Limão ou Alecrim para inalar no lenço na parte da tarde para estimular a concentração no trabalho;

No banho: 5 gotas de óleo essencial de Eucalipto Glóbulos no box do banheiro para inalação e descongestionar as vias aéreas;

Para dormir: 1 gota de óleo essencial de Lavanda em cada travesseiro ao anoitecer para acalmar e relaxar;

E, então gostou das dicas para o uso da aromaterapia?

Você já usa no seu dia a dia?

Me conte de que forma prefere usar!

Assine nosso blog para receber mais informações como esta e muitas outras sobre relaxamento, vida saudável e curas naturais.

Obrigada pela sua leitura!! Visite-nos sempre!!

Patricia Chiacchio – Spaterapia

Fonte: Livro: Aromaterapia – Sâmia Maluf

Confira alguns livros sobre Aromaterapia e aprofunde-se nessa terapia tão simples e poderosa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *